Menu


Os quatro temperamentos 

12 AGO 2019
12 de Agosto de 2019

Como você reage a determinadas situações em sua vida? É calmo ou explosivo? Ansioso ou paciente? Afinal, você sabe qual é o seu temperamento, como ele influencia sua vida e a sua maneira de se relacionar com as pessoas?

Para falar sobre este assunto e explicar as características positivas e os pontos que precisam ser controlados em cada tipo de temperamento, o cancaonova.com convidou Manuela Melo, psicóloga e consagrada da Comunidade Canção Nova há 13 anos.

O que é temperamento?
Temperamento é uma palavra que vem do latim e significa “equilíbrio”. Ele é um dos componentes da personalidade, é algo herdado geneticamente dos pais e que dá o “tempero” da pessoa, a forma de reagir, o humor… Isso tudo está ligado ao temperamento.

Quais são os tipos de temperamento?
Na psicologia, existem várias teorias; a mais utilizada é também a mais antiga, que foi criada por Hipócrates há muitos anos. Alguns conceitos dele foram modificados, mas se percebe que a estrutura é a mesma. Existem quatro temperamentos básicos: sanguíneo, colérico, melancólico e fleumático. Todas as pessoas vão ter um [temperamento] que é dominante, mas isso não significa que elas tenham um só. Às vezes, ela pode ter dois bem próximos, mas sempre vai haver um que domina a pessoa.

Dependendo dos hormônios, pode haver uma variação [desses temperamentos]. Por exemplo: uma mulher que tem um temperamento colérico e melancólico, na hora da TPM [Tensão pré-menstrual] o melancólico pode vir mais à tona.

Se cada pessoa tem mais de um temperamento, podemos dizer que existe uma mistura perfeita?

Não, não existe. De todos os temperamentos nós temos características positivas e pontos que nós precisamos controlar. O temperamento é algo que nos vem geneticamente, então não vamos conseguir mudá-lo. O que podemos fazer é controlá-lo. Um exemplo: o colérico tem o temperamento mais “nervosinho”, irrita-se com facilidade e se impõe com muita firmeza sobre as pessoas. Mas ele pode controlar essa irritabilidade, embora nunca vá deixar de ser o que é. O importante é que cada um se perceba, descubra-se como é, para, a partir daí, conhecer suas fraquezas, seus pontos fortes e trabalhar em cima disso para conseguir um controle e ter algo mais positivo no seu temperamento.

Como é possível descobrir qual o nosso temperamento?

Existem vários testes que podem ser feitos. Com eles, você consegue definir seu temperamento. O que é importante, na hora de respondê-los, é pensar como você é na sua essência, qual o seu primeiro impulso de agir. Se, por exemplo, houver [no teste] a pergunta “Você perdoa com facilidade? ”, pode ser que hoje você consiga perdoar, mas não é o seu natural. Então, você vai responder de acordo com isso.

Através de estudos chegou-se à conclusão de que são quatro os temperamentos que dominam o homem:

Sanguíneo

Significa sangue - vida.

Melancólico

Vem de melancolia - tristeza 

Fleumático

Fleuma - falta de emoção - passivo

Colérico

Cólera - ira - explosão (pavio curto)


Na classificação moderna, podemos dizer que os temperamentos:
sanguíneo e colérico são extrovertidos; e o melancólico e o fleumático são introvertidos.

 

Faça o teste e descubra o seu temperamento: https://www.igrejaboasnovas.com.br/curiosidade7.htm

Após descobrir, leia mais sobre ele:

https://padrepauloricardo.org/blog/os-quatro-temperamentos-e-nossa-vida-interior

 

Fonte: Canção Nova, Igreja Boas Novas e Padre Paulo Ricardo

Voltar

© 2019. Alegre Web Rádio

Tenha também o seu site. É grátis!